PSD diz que a montanha pariu um rato no caso do financiamento da campanha do PS

A Comissão Política Concelhia do PSD considera que a montanha pariu um rato no caso do alegado financiamento da campanha eleitoral do PS por parte de candidatos social democratas. Em comunicado, a Comissão Política do PSD considera que depois de analisados os factos suscitados pela polémica afirmação de António Magalhães aos microfones da Rádio Santiago, "só resta lamentar que o Presidente da Câmara por ter aproveitado a ingenuidade de um homem humilde que lhe quis agradar, pois dele pensa depender na sua qualidade de presidente de Junta".
Para o líder dos social democratas, Alves Pinto, o cheque emitido pelo seu Presidente da Junta de Souto S. Salvador, é "meramente uma questão lateral neste caso".
Ainda de acordo com a Comissão Política Concelhia do PSD, a atitude do Edil vimaranense "revela a sua falta de ética política" e apenas contribui para fazer "aumentar o descrédito na política e nos políticos". Entretanto, os social democratas reiteram o desafio a António Magalhães para que esclareça definitivamente quem foram os candidatos do PSD que financiaram a campanha socialista.
Seja como for, o PSD de Guimarães já decidiu que comunicará a postura do seu militante ao órgão disciplinar competente do partido.

em Política

Marcações: Política

Imprimir