Hospital de Guimarães vai ter hospitalização domiciliária no próximo ano


O Hospital da Senhora da Oliveira é um dos 20 hospitais do Serviço Nacional de Saúde (SNS) que vão passar a ter hospitalização domiciliária no próximo ano, permitindo aos doentes recuperar de uma doença aguda em casa, mas recebendo cuidados e assistência hospitalar.

A hospitalização domiciliária é uma prática recente em Portugal e consagra a criação de uma unidade de hospitalização domiciliária, um modelo usado em vários países e que traz vantagens, como evitar infecções hospitalares multirresistentes ou reduzir os custos de internamento.
A hospitalização domiciliária é uma “uma alternativa ao internamento convencional”, mas com assistência contínua, que permite reduzir complicações para o doente e que permite gerir melhor as camas disponíveis para o tratamento de doentes agudos no SNS.

A hospitalização domiciliária servirá como uma alternativa ao internamento convencional, mediante assistência contínua, tendo de ter a concordância do doente e da família.
De acordo com o despacho, os hospitais que tiverem financiamento para constituir unidades de hospitalização domiciliária terão de assegurar a atividade assistencial até final de março do próximo ano, 2019.
O novo serviço é coordenado a nível nacional por Delfim Rodrigues, ex-presidente do Conselho de Administração do Hospital da Senhora da Oliveira.

Marcações: internamento, domiciliário

Imprimir Email