Serviço de Gastrenterologia obteve renovação da idoneidade completa em formação para hepatologia

O Serviço de Gastrenterologia do Hospital da Senhora da Oliveira obteve a renovação da idoneidade completa em formação para hepatologia (uma sub-especialidade de gastrenterologia que trata doenças do fígado).
A atribuição desta idoneidade formativa é definida por parâmetros de avaliação obrigatórios que são determinados pela Ordem dos Médicos, nomeadamente no que diz respeito à qualidade da actividade clínica e científica em hepatologia nos Serviços de Gastrenterologia.
Actualmente, em Portugal, existem cerca de 500 gastroenterologias e apenas 90 com a sub-especialidade em hepatologia.

O Hospital é o único na região do Minho com idoneidade para formar subespecialistas em Hepatologia, sendo o Serviço de Gastrenterologia um dos poucos do País reconhecido pelo European Board of Gastroenterology and Hepatology como Centro de Treino Europeu de Gastrenterologia e Hepatologia.
O Serviço de Gastrenterologia do Hospital de Guimarães, conta com quatro hepatologistas mas, em breve, espera-se que a equipa cresça para sete.
Este Serviço trabalha, também, e sempre que necessário, em articulação estreita com o Centro de Transplante do Fígado, do Centro Hospitalar do Porto, sendo que os doentes são acompanhados, antes e após transplante, no Hospital de Guimarães.
Isto significa, também, que o Serviço de Gastrenterologia deste Hospital preenche os requisitos
qualitativos, quer em termos de recursos humanos, quer em termos técnicos para o estudo, diagnóstico e tratamento das doenças do fígado.

A renovação desta idoneidade formativa vem reforçar, igualmente, a capacidade deste Serviço em termos de especialização e diferenciação, bem como o seu potencial na área da investigação. Falamos, assim, de um Serviço de referenciação de uma região, autónomo e reconhecido a nível nacional e internacional onde, apenas excepcionalmente, é necessário deslocar doentes para outros Centros Hospitalares e que tem como objectivo primordial continuar a responder eficazmente à população que serve.


Marcações: Formação, Serviço de Gastrenterologia, idoneidade

Imprimir Email