Consultas médicas estão a ser remarcadas no Hospital de Guimarães

O Hospital Senhora da Oliveira está a proceder à remarcação de todas as consultas médicas agendadas antes da pandemia da Covid-19.

Em comunicado, o Hospital indica que "na sequência da recente retoma gradual da atividade assistencial programada que tinha sido cancelada no âmbito do plano de combate à infeção COVID-19, o Hospital da Senhora da Oliveira, 
Guimarães (HSOG) para além da marcação das consultas médicas não urgentes que foram anuladas durante o período de estado de emergência, encontra-se também a remarcar todas as consultas médicas que tinham sido agendadas em atos médicos realizados até 16 de março de 2020”.

“Com o objetivo de se assegurar as condições de segurança, higiene e protecção dos utentes e profissionais, os espaços físicos dedicados à realização de consultas médicas presenciais tiveram de ser reestruturados implicando uma reorganização do agendamento médico. Os utentes apenas se devem deslocar ao Hospital para consultas médicas presenciais cuja comunicação da sua marcação/remarcação tenha sido feita desde o dia 4 de maio de 2020”, alerta o HSOG, acrescentando: “todas as marcações feitas anteriormente foram canceladas”.

“Todos os avisos de marcação de consulta são feitos por via telefónica (por
chamada ou sms), sendo importante que os utentes estejam atentos ao seu telemóvel/telefone),  e por correio (carta)”, refere o comunicado, assinalando que o Hospital continuará a privilegiar a teleconsulta no caso em que as patologias dos utentes o permitam”.


“Quando os utentes se deslocarem ao HSOG para consultas presenciais devem usar máscara, manter o distanciamento de 2 metros entre pessoas, higienizar constantemente as mãos, cumprir a etiqueta respiratória e respeitar os limites de lotação nas salas de espera. Apenas é permitida a entrada dos utentes 20 minutos antes das consultas médicas, não sendo autorizada a presença de acompanhantes, salvo em situações excecionais e devidamente justificadas”, realça, concluindo: “é muito importante a contínua consciencialização de que devemos continuar a estar atentos e respeitar escrupulosamente todas as medidas de combate à COVID-19”.

 


Marcações: Guimarães, Hospital Senhora da Oliveira, consultas

Imprimir Email