Longa fila no Hospital de Guimarães para colheita de sangue

No Hospital da Senhora da Oliveira registou-se na manhã desta terça-feira, uma longa fila de espera de utentes para recolha de sangue.
Os utentes que são atendidos numa tenda instalada no exterior do edifício, nas proximidades no Serviço de Urgência, aguardaram, debaixo de sol, mais de uma hora pelo atendimento.

Questionado pelo Grupo Santiago, o Hospital esclareceu que a situação se ficou a dever à implementação de um novo procedimento de marcação de análises, permitindo aos médicos realizar a marcação das análises no acto das consultas médicas evitando que os doentes se dirijam aos serviços de Patologia Clínica e de Imunohemoterapia para esse efeito.

Ainda segundo o Hospital, este novo procedimento implicou nova parametrização do sistema informático, que está a ser finalizada.
"Há uma capacidade limite para colheitas em intervalos de horário de 10 minutos e o sistema permitiu marcação superior ao número limite para cada horário, o que não deveria ter acontecido, numa falha na parametrização que está a ser corrigida", lê-se na nota do Hospital.

A esta problemática acresceu ainda o facto de, "independentemente da hora marcada para a colheita de sangue, todos os utentes são notificados por mensagem ou contacto telefónico da hora de marcação, os utentes não respeitaram o horário da marcação e vieram logo ao início da manhã, assim como, alguns utentes, independentes, estavam acompanhados por familiares, o que deve ser evitado".


Marcações: Hospital de Guimarães, recolha de sangue, colheita

Imprimir Email