Domingos Bragança defende uso obrigatório de máscara se a pandemia se agravar

O Presidente da Câmara Municipal de Guimarães defende o uso obrigatório de máscara facial se se agravar a situação de pandemia.

Em declarações ao Grupo Santiago, Domingos Bragança ressalva que uma medida dessa natureza, para protecção de todos, só pode ser determinada pelas autoridades de saúde.
"Se a epidemia se agravar e se temporariamente for necessária essa medida de uso obrigatório de máscara para nos proteger a todos, entendo que de recomendação passe a obrigatório o seu uso, para defesa da nossa saúde", afirmou.

Salientando que, se "o uso da máscara nos protege, então devemos usá-la". Domingos Bragança sublinha que uma situação dessas "só pode ser determinada pelas entidades de saúde".
Numa altura em que continuamos a viver em pandemia, o Presidente da Câmara de Guimarães salienta ser fundamental o cumprimento das regras de segurança.
"O apelo que faço é para que todos usem máscara no espaço público e cumpram as regras de saúde determinadas pelas autoridades de saúde. Só transmito a mensagem que me é passada pelas autoridades de saúde e pelos médicos", acrescentando ser este um apelo e uma preocupação que "peço aos responsáveis da saúde pública, ao Director do ACES e aos responsáveis do Hospital da Senhora da Oliveira que façam chegar aos responsáveis regionais de saúde e à Senhora Ministra... e, se necessário for, passar de recomendado a obrigatório o uso de máscara, que assim seja".

O Presidente da Câmara lembra que nesta altura o que está em causa é salvaguardar a saúde de todos, assegurando a normalidade possível quando vivemos em pandemia, evitando a todo o custo o agravamento de prejuízos para a economia como acontecerá se a situação se agravar.


Marcações: Domingos Bragança, covid-19, pandemia, máscara

Imprimir Email