Câmara vai assumir obras em edifícios degradados do Centro Histórico

O centro histórico de Guimarães é património cultural da humanidade há seis meses. Trata-se de um estatuto importante mas cuja atribuição implica maiores responsabilidades. O Presidente da Câmara reconhece que ainda há muito trabalho a realizar para além da responsabilidade de manter a qualidade que sustentou a atribuição da distinção pela UNESCO.
António Magalhães assume que haverá problemas decorrentes da massificação turística e anuncia que a Autarquia vai avançar para a reparação de alguns edifício do Centro Histórico que se encontram em estado de avançada degradação como acontece com a Casa das Rótulas.
Entretanto, a Câmara prepara uma nova sinaléctica para o Centro Histórico que deverá estar pronta a inaugurar no próximo dia 24, por altura das comemorações de mais um aniversário da Batalha de S. Mamede.

em Sociedade

Marcações: Sociedade

Imprimir