PCTP/MRPP discorda do Plano Municipal de Combate à Droga

O PCTP / MRPP de Guimarães congratula-se com a implementação do Plano Municipal de Combate à Droga de Guimarães pela Câmara Municipal, mas discorda com a sua filosofia. Para o Partido Comunista dos Trabalhadores Portugueses o projecto não passa, infelizmente, de uma prevenção primária igual às que se fazem há muitos anos por todo o país sem grandes resultados práticos. Por isso, não acredita que os resultados venham a alterar o actual estado das coisas.
Para Bernardino Silva, é necessário uma "política radicalmente nova" para
o problema da droga que passe pela recenseamento dos toxicodependentes a fim de permitir "um trabalho correcto" de combate à toxicodependência.
Ultrapassada esta fase, o PCTP/MRPP considera fundamental passar à "distribuição gratuita mas controlada" de droga aos consumidores. Deste modo, o PCTP-MRPP entende que se "cortaria o cordão umbilicxal dos consumidores com os traficantes", que na opinião daquele partido é fundamental para combater o problema.

em Sociedade

Marcações: Sociedade

Imprimir