Bombeiros de Guimarães com nova gestão das piscinas

A Direcção da Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Guimarães apresentou esta tarde à comunicação social o novo modelo de gestão das piscinas. Na oportunidade foram dados a conhecer os custos, proveitos, as obras efectuadas e os novos equipamentos à disposição do utente naquele espaço. Uma questão fundamental para a Direcção da Associação foi também a qualidade da água e do ar que agora as piscinas passam a ter de uma forma muito mais rigorosa.
De resto, o presidente da instituição, Henrique Pizarro, garantiu que a forma como funcionavam as piscinas anteriormente estava longe de ser a melhor. Por isso foi necessário investir, inclusivé "o que a Associação não tinha". Henrique Pizarro considera que a Direcção da Associação
Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Guimarães está a trabalhar no caminho certo, sendo agora fundamental "chamar a sociedade até aos Bombeiros".
Desta feita, a Direcção dos Bombeiros de Guimarães adoptou modelo de gestão empresarial. Os objectivos passam pela redução dos custos em 35%, o aumento da receita em 20% e a melhoria da imagem da instituição em geral.
Refira-se que na conferência de imprensa desta tarde foram ainda assinados protocolos com algumas instituições como o Agrupamento de Escuteiros, a APPC, a Cercigui, a Escola Secundária Francisco de Holanda, a Secundária Martins Sarmento e ainda a Santa Casa da Misericórdia.

em Sociedade

Marcações: Sociedade

Imprimir