Sílvia Vieira, da UMinho, venceu 2ª edição do prémio Príncipe da Beira

Sílvia Vieira venceu a segunda edição do prémio Príncipe da Beira, com uma investigação sobre tratamento da diabetes tipo 1. A estudante de doutoramento da Universidade do Minho recebeu um prémio com 15 mil euros.

O Prémio Príncipe da Beira destina-se a premiar trabalhos de investigação de excelência na área de Ciências e Biomédicas, sendo uma organização conjunta da Universidade do Minho, do Município de Guimarães e da Fundação D. Manuel II.

Na sessão solene de entrega do prémio que decorreu esta sexta-feira no salão nobre da Câmara Municipal de Guimarães, o Príncipe da Beira, Afonso Bragança, agradeceu à vencedora do prémio pelo contributo que deu para o avanço da medicina.
Na mesma cerimónia, o vice-Reitor da Universidade do Minho e presidente do júri, Rui Reis, manifestou a sua satisfação por ver que a iniciativa "deu um importante passo para a sua internacionalização", considerando que nesta segunda edição do prémio apresentaram-se a concurso trabalhos de diversos países.

No papel de anfitriã do evento, a vice presidente da Câmara Municipal de Guimarães, Adelina Pinto, sublinhou que a associação de Guimarães ao prémio Príncipe da Beira, significa uma vez mais que o berço da nacionalidade "não está parado no tempo", desta feita através de um prémio que "celebra a inovação e o conhecimento".


em Sociedade

Marcações: Rui Reis, Prémio Príncipe da Beira, Sílvia Vieira, Afonso Bragança, Adelina Pinto, Fundação D. Manuel II

Imprimir