Taxista esfaqueado em S. Torcato

Um taxista foi esfaqueado ontem à tarde, cerca das 17 horas, no lugar de Pombeira, da vila de S. Torcato. O incidente ocorreu quando o condutor, Manuel da Silva Carvalho, estava a prestar um serviço de transporte, tendo sido surpreendido pelo cliente que lhe provocou ferimentos. O taxista revelou que a viagem começou em frente à Central de Camionagem de Guimarães e o destino era Gonça. O percurso era fácil e não sugeria qualquer tipo de dúvidas. Porém, logo a seguir "ao cemitério de S. Torcato", o cliente insistiu com o taxista para parar o carro.

Como nas imediações andavam a fazer umas obras, Manuel da Silva Carvalho obedeceu à ordem do homem que transportava, na esperança de que ele abandonasse a viatura, ficando assim cumprido mais um serviço. Mas, o cliente não o fez. Permaneceu imóvel na viatura e ameaçou o condutor com uma faca. "Sem mais, nem menos, ele abriu um blusão e tirou uma faca com cerca de 20 centímetros", contou o taxista, ao recordar os incidentes inéditos que viveu em poucos minutos.

"Cheguei a temer pela vida", indicou o taxista que inesperadamente se viu confrontado com a ameaça de uma arma branca. Chegou a ser agredido ainda no interior do automóvel, tendo sofrido ferimentos em várias partes do corpo. Mas, assim que teve oportunidade para se livrar da fúria do cliente, o taxista abriu a porta do carro para escapar às ameaças feitas com a faca. "Foi a única forma de fugir", revelou mal refeito do susto que apanhou, o primeiro em dois anos e meio de exercício desta profissão.

Ao abandonar a viatura, o taxista deu azo a que o seu agressor se apoderasse do volante do táxi, pondo-se em fuga. Manuel da Silva Carvalho ficou ferido na berma da estrada, sem meios para pedir ajuda a ninguém. Por sorte, um condutor que circulava em direcção a S. Torcato apercebeu-se do estado de saúde do taxista, tendo-o transportado ao posto da GNR da vila. Aí, além de participar a ocorrência, Manuel da Silva Carvalho foi atendido pelos Bombeiros Voluntários de S. Torcato que o conduziram ao Hospital Senhora da Oliveira para tratar os ferimentos provocados pelas agressões com a faca. Ao todo, apanhou 10 pontos e ainda ficou sem uma parte da orelha.

Após ter recebido assistência médica, o taxista teve alta hospitalar. Entretanto, após as agressões ao taxista e ao roubo da viatura, a GNR de S. Torcato lançou um alerta a todas as forças policiais, no sentido de serem congregados esforços para localizar o táxi roubado e o indivíduo responsável pelas agressões. Cerca das 20 horas, o carro foi encontrado na vila das Taipas. Porém, à hora de fecho desta edição, as forças policiais ainda não tinham conseguido deter o indivíduo estando a desenvolver diligências para conseguirem proceder à sua identificação.

em Sociedade

Marcações: Sociedade

Imprimir