Câmara de Guimarães quer maior cooperação entre entidades gestoras da água

O Presidente da Câmara apelou à cooperação das diversas entidades ligadas à gestão da água, em ordem à sua melhor defesa e preservação.
Domingos Bragança falava numa reunião realizada na segunda-feira com diversas entidades no âmbito do Plano de Acção de Combate à Poluição de todos os Rios de Guimarães, na sequência de um trabalho já iniciado em 2015.
O Edil deu conta de "problemas infraestruturais que não estão bem resolvidos”, face o grau de exigência cada vez maior no capítulo da sustentabilidade ambiental. Nesse sentido, apelou à realização de “acções integradas, em especial da Vimágua, Águas do Norte, Tratave, Resinorte e Agência Portuguesa do Ambiente, entre outras entidades", considerando que "se não cooperarem em conjunto não teremos sucesso”. Nesse pressuposto e no âmbito da nova Estrutura de Missão para o Desenvolvimento Sustentável, Guimarães 2030, será desenvolvido um trabalho de articulação ao nível técnico com todas as entidades, convocando para isso as presentes a realizar um novo Plano de Acção mais alargado para a Água na Bacia Hidrográfica do Ave.
Domingos Bragança considera que a estratégia ambiental para o território aponta como prioridade a regeneração ecológica das linhas de água através de “um trabalho em conjunto, com melhor cooperação, e devidamente coordenado”. Um trabalho, salienta, que tem de envolver as diversas entidades com responsabilidades na gestão dos recursos hídricos

Marcações: água

Imprimir Email