Empresa de segurança sem licença para fazer revistas nos tribunais de Guimarães

A empresa 2045 que faz a segurança nos tribunais de Guimarães, na instância central da Mumadona e no Tribunal de Creixomil, está sem licença para realizar revistas.
De acordo com a edição desta semana d'O Comércio de Guimarães, a licença expirou no final do passado mês de Dezembro, sendo desconhecidos os motivos pelos quais não foi renovada.
Os funcionários da referida empresa de segurança marcam presença nas referidas instâncias judiciais mas não efectuam as revistas aquando da entrada do público.
Face a este impedimento, a PSP que realiza as revistas sempre que é requisitada para o efeito pelos tribunais.
O Comando Distrital de Braga da PSP remeteu para a empresa 2045 eventuais explicações sobre este caso, mas a referida empresa não respondeu às questões colocadas pelo Grupo Santiago.

Marcações: revistas, tribunais, empresa 2045

Imprimir Email