Família de criança que nasceu com paralisia cerebral recebe indemnização de 1.4 milhões de euros



O Hospital da Senhora da Oliveira vai pagar uma indemnização de 1.4 milhões de euros à família de uma criança, na sequência de um parto mal realizado, em 2004, que lhe provocou paralisia cerebral.

O sentença foi decretada pelo Tribunal Administrativo e Fiscal de Braga, a 14 de Janeiro deste ano. De acordo com uma notícia divulgada pelo JN, o acordo posterior celebrado entre a família da menina e a Administração do hospital foi homologado em Novembro. De resto, o hospital já liquidou a primeira tranche da indemnização, no valor de 150 mil euros, e neste mês de Dezembro tem ainda de pagar outros 100 mil euros. A partir de agora, a família receberá cerca de 33 mil euros por mês, ou seja, aproximadamente 400 mil euros por ano, pelo que em 2020 terá recebido o valor total, ou seja, 1.4 milhões de euros.

Na origem do processo está um parto mal realizado, em 2004, de uma bebé que actualmente conta com 15 anos. O problema terá estado na utilização de uma ventosa para auxiliar o parto. A bebé sobreviveu, mas com um paralisia cerebral que a deixou dependente de terceiros para a concretização de todas as tarefas básicas. A família encetou um processo, que sofreu vários avanços e recuos, que terminou com uma sentença favorável.

Marcações: Hospital Senhora da Oliveira, bebé , indemnização

Imprimir Email