Deputada d'Os Verdes questiona Governo sobre conflito na Kyaia

A deputada vimaranense d'Os Verdes Mariana Silva quer saber que acompanhamento está a fazer o Governo do conflito laboral no Grupo Kyaia. Numa pergunta entregue na Assembleia da República, a Deputada vimaranense questiona o Governo sobre as "garantias que pode dar de que os direitos destes trabalhadores estão a ser salvaguardados". No mesmo documento, Mariana Silva solicita ao Executivo de António Costa Conhece os "relatórios de intervenção das delegações da ACT de Guimarães e de Viana do Castelo sobre as possíveis inconformidades" e relativos a este conflito.
Esta iniciativa parlamentar de Mariana Silva surge no âmbito da decisão do Grupo Kyaia de "alterar unilateralmente o horário de trabalho diário dos seus trabalhadores, aumentando-o em 20 minutos e de, no seguimento da decisão destes de continuarem a cumprir o seu horário, lhes diminuir o salário".

A Deputada d'Os Verdes lamenta que o apelo feito na sequência de uma moção aprovada por unanimidade em Novembro pela Assembleia Municipal de Guimarães, para que a empresa retomasse a via do diálogo e do cumprimento dos direitos dos seus trabalhadores, não surtisse qualquer efeito.
Face ao muro de silêncio encontrado, aos trabalhadores só restou uma solução: resistir e lutar, escreve Mariana Silva que lamenta as "pressões a que os trabalhadores foram sujeitos", elogiando a sua unidade, organização, determinação e coragem que "garantiram que até ao dia de hoje, os trabalhadores continuem a cumprir 40 horas semanais".


Marcações: Kyaia, Mariana Silva, Os verdes

Imprimir Email