ACT vai mediar conflito laboral nas empresas do Grupo Kyaia



A Autoridade para as Condições do Trabalho vai mediar o conflito laboral em curso nas empresas do Grupo Kyaia.
Em comunicado, o Sindicato do Calçado do Minho e Trás-Os-Montes refere que a proposta da ACT foi aceite por aquela estrutura sindical e pela Administração daquele grupo económico de Guimarães. Neste contexto, o Sindicato do Calçado do Minho e Trás-Os-Montes decidiu suspender a manifestação de protesto que estava marcada para amanhã, sábado, em Lisboa.
Recorde-se que os trabalhadores da produção das empresas do Grupo Kyaia, sediadas em Guimarães e Paredes de Coura, lutam contra "o aumento do horário trabalho diário de 20 minutos e o corte do salário mensal em 4% entre Outubro de 2019 e Janeiro de 2020".

No comunicado do Sindicato refere, entretanto, que a acção judicial colocada pelo Sindicato no Tribunal de Guimarães com o objectivo de ver reconhecidas as duas pausas de 10 minutos como pausas de saúde e segurança no trabalho e como tal, incluídas no tempo de trabalho, tem já marcada a primeira audiência para o dia 27 de Fevereiro.

Marcações: ACT, Kyaia

Imprimir Email