Covid-19: 708 pessoas recuperaram da infecção que já causou 24 óbitos em Guimarães

Desde o início da pandemia, 708 pessoas residentes no concelho de Guimarães já recuperaram da Covid-19, o que perfaz uma percentagem de 84,3 por cento de doentes curados. Há ainda a assinalar 24 óbitos no concelho de Guimarães.

Os números obtidos pelo Grupo Santiago têm como referência o período em que estavam sinalizados 840 pessoas infectadas com o novo coronavírus.

No contexto do Agrupamento de Centros de Saúde do Alto Ave, o concelho de Guimarães é aquele em que a pandemia da Covid-19 tem maior incidência:

No caso de Vizela, há a registar já 170 pessoas curadas e 2 óbitos; em Fafe 125 doentes recuperados e 12 óbitos; em Cabeceiras 11 pessoas curadas e 6 óbitos e em Mondim de Basto 2 doentes curados e não há registo de óbitos em resultado do novo coronavírus.

Ao todo, no ACES do Alto Ave há a registar 44 óbitos e 1016 pessoas curadas após o diagnóstico de Covid-19.

Relativamente à evolução epidemiológica, ontem, mais um caso de infecção foi confirmado em Guimarães: são agora 842 casos acumulados de pessoas infectadas com o novo coronavírus desde o início da pandemia. Há 84 pessoas em vigilância pelas autoridades de saúde.

Para além dos 842 casos confirmados em Guimarães, nos restantes quatro concelhos do ACES do Alto Ave: Vizela mantém 185 casos, Fafe regista mais um caso, são agora 148, Cabeceiras de Basto continua com 22 casos e Mondim de Basto tem mais um, sendo agora 5 casos reportados.

Desde o início da pandemia, já se registaram nos cinco concelhos do ACES do Alto Ave um total de 1.202 casos de infecção pelo novo coronavírus.

em Sociedade

Marcações: Guimarães, covid-19, ACES Alto Ave

Imprimir