Escola de Engenharia da UMinho intensifica envolvimento com sociedade

Os membros do novo Conselho Consultivo da Escola de Engenharia da UMinho vão reflectir e partilhar com a instituição potenciais acções para intensificar a sua ligação à comunidade.

Em comunicado, a EEUM indica que, na passada quinta-feira, a Presidência da Escola de Engenharia reuniu com os membros que compõem o novo Conselho Consultivo, órgão de aconselhamento para assuntos de definição estratégica, no campus de Azurém. 

"A reunião teve como objetivo apresentar a estrutura organizacional da instituição, os seus recursos humanos e físicos, bem como os principais vetores estratégicos de desenvolvimento da EEUM para o período compreendido entre os anos 2019-2022", refere-se, indicando que "a discussão centrou-se depois na necessidade de se agilizarem os canais de comunicação entre a Escola de Engenharia e as empresas/ instituições no sentido da Escola poder mostrar, de forma mais eficaz, quais são as suas competências, o que é investigado, quais os perfis de formação, bem como outros aspectos com os quais as empresas nem sempre estão familiarizadas".

"Um dos aspectos evidenciados por vários membros do Conselho Consultivo foi a necessidade da Escola de Engenharia ter uma postura dinâmica nas várias vertentes da sua actividade, pois o contexto no qual trabalha é, também ele, cada vez mais dinâmico. Ao nível da formação, ficou patente na discussão que a aposta que a Escola tem feito na formação dos seus alunos lhe tem garantido sucesso, nomeadamente por procurar fazer uma formação completa, ou seja, que inclua não só os aspetos técnicos ligados à engenharia mas que proporcione também uma formação que dote os alunos com competências transversais", acrescenta.

 O Conselho Consultivo é composto pela actual equipa da Presidência da Escola de Engenharia, pelo Presidente do Conselho de Escola, por representantes das unidades de interface associadas à Escola, nomeadamente do Centro de Computação Gráfica (CCG), do Pólo de Inovação em Engenharia de Polímeros (PIEP), da TecMinho e do Centro de Valorização de Resíduos (CVR).

Fazem ainda parte deste órgão dez personalidades externas convidadas, nomeadamente António Rodrigues, CEO do Grupo Casais; Carlos Mineiro Aires, Bastonário da Ordem dos Engenheiros; Carlos Ribas, Administrador Técnico da Bosch Car Multimedia Portugal S.A.; Domingos Bragança, Presidente da Câmara Municipal de Guimarães; Ricardo Rio, Presidente da Câmara Municipal de Braga (ausente da reunião por impedimento de agenda); José Gonçalves, Presidente & Country Managing Director da Accenture Portugal; Lars Montelius, Diretor-Geral do INL - International Iberian Nanotechnology Laboratory; Morten Kroger, CEO da Innovayt A/S; Paulo Coelho Lima, Administrador da Lameirinho – Indústria Têxtil S.A. e Teresa Martins, CEO da NEADVANCE - Machine Vision S.A.

"Até 2022, os membros do novo Conselho Consultivo da Escola de Engenharia da UMinho irão refletir e partilhar com a instituição potenciais acções da EEUM na sua ligação às empresas/indústria, ao ecossistema de inovação e empreendedorismo, à gestão e desenvolvimento regional, bem como na sua ligação a outras instituições", indica.

em Sociedade

Marcações: Conselho Consultivo, Escola de Engenharia

Imprimir