Seis suspeitos de crimes de roubo e tentativa de homicídio vão aguardar julgamento em prisão preventiva

Ficaram a aguardar julgamento em prisão preventiva, os seis homens detidos pela Polícia Judiciária de Braga pela prática de crimes de roubo qualificado com utilização de armas de fogo, homicídio tentado e furto qualificado.

Após terem sido ouvidos ontem no Tribunal de Guimarães, os indivíduos recolheram ao estabelecimento prisional.

A detenção efectuada na passada terça-feira resultou do cumprimento de mandados de detenção emitidos pelo Tribunal de Guimarães, ocorrendo fora de flagrante delito, em Guimarães e localidades do Grande Porto (Gondomar e Valongo).

Foram igualmente cumpridos vários mandados de busca domiciliária e não domiciliária, sendo apreendidas armas de fogo, munições, objectos de ouro, dinheiro, além de equipamento para comunicações.

Os crimes de roubo qualificado e homicídio tentado ocorreram no dia 17 de Fevereiro, numa freguesia do concelho da Póvoa de Lanhoso, sendo vítimas um ourives, abordado com violência na via pública, quando conduzia a sua viatura automóvel, onde transportava várias peças e objectos em ouro, no valor estimado de cerca de 500 mil euros e um transeunte, que assistiu ao roubo, tendo os autores efectuado disparos com arma de fogo na sua direcção, só não o atingindo por mera casualidade.

Os detidos prestaram depoimento no Tribunal de Guimarães, sendo aplicada aos seis a medida de coação de prisão preventiva. 

Durante a tarde, ontem, dezenas de pessoas concentraram-se nas imediações do Tribunal, obrigando à presença de agentes da PSP de Guimarães, enquanto os detidos foram ouvidos.  

em Sociedade

Marcações: Tribunal de Guimarães, Polícia Judiciária, furtos, roubos, suspeitos

Imprimir