Covid-19: Centenário de Guimarães foi vacinado e aproveitou para agradecer ao Presidente da Câmara



Manuel Ferreira tem 105 anos e graças à prodigiosa idade já recebeu a primeira dose da vacina contra a Covid-19. Ontem, o «Sr. Ferreira dos Correios», como carinhosamente é conhecido em Guimarães, "quebrou" o confinamento que há meses o remetia para o conforto e segurança do lar, dirigindo-se ao centro de vacinação, instalado no Multiusos.

Acompanhado pelo filho com quem vive, Manuel Ferreira viu cumprida a vontade que perseguia desde o dia de aniversário - 24 de Dezembro, véspera de Natal - quando foi surpreendido, à distância, pelo presente simbólico e pelos votos de felicitações do Presidente da Câmara de Guimarães. Quis retribuir o gesto pessoalmente e, por isso, o homem mais velho do nosso Concelho aproveitou a saída para agradecer a Domingos Bragança, com o devido distanciamento social, mas fazendo questão de mostrar o rosto apenas para o instante da fotografia. O Município de Guimarães publicou na rede social Facebook a fotografia dessa visita ilustre e breve.

Em declarações ao Grupo Santiago, um dos netos explicou que o avô é um exemplo de longevidade notável, estando autónomo, ágil e lúcido.

Embora tenha nascido em Ovar, a 24 de Dezembro de 1915, Manuel Ferreira veio trabalhar para Guimarães no vigor da sua juventude, considerando-se "vimaranense de coração".

Na edição de Janeiro de 2019, numa entrevista concedida à Bigger Magazine, recordou esse ano de 1936 quando chegou à Cidade, onde "tomou posse como técnico de manutenção telefónica e telegráfica de Guimarães, Vizela e Taipas, numa ocasião em que os Correios ainda funcionavam no palácio da Casa dos Minotes (edifício demolido), na Rua de Santo António. Foi pelas ruas da Cidade-Berço que conheceu o amor da sua vida, Maria da Costa Coutinho, com quem casou em Dezembro de 1941. Tiveram dois filhos, o Manuel e o António, e estiveram juntos até 2000. O amor da sua vida morreu então com 78 anos".
"O Sr. Ferreira dos Correios, como era conhecido, foi o responsável pelas duas centenas de telefones que à época existiam em Guimarães. Na sua bicicleta deslocava-se entre as reparações até comprar o seu primeiro carro, um Ford Prefect", escreve a revista.

 

 

Marcações: centenário, covid-19, centro de vacinação

Imprimir Email