Ex-Director rebate afirmações do presidente dos Bombeiros

Foi uma entrevista infeliz. É desta forma que o ex-dirigente dos Bombeiros de Guimarães, José Freitas Branco, classifica o conteúdo da entrevista concedida ao programa Uns e os Outros da Rádio Santiago pelo Presidente da Direcção. Em entrevista à Rádio Santiago, Freitas Branco afirma que Henrique Pizarro pôs em causa o trabalho de pessoas que deram o melhor à Instituição.
A polémica gira em torno da situação financeira dos Bombeiros. Para Freitas Branco a gestão tem de "adaptar-se ao momento", uma filosofia que se adapta à gestão aplicada aos Bombeiros de Guimarães pela anterior Direcção e que ajuda a explicar que a tesouraria e conta
bancária tivessem ficado a descoberto.
Com tantas dificuldades económicas, os Bombeiros tiveram até de recorrer a empréstimos dos seus directores. Mas Freitas Branco garante que "está tudo documentado na contabilidade" da instituição.
Freitas Branco desmente também que haja salários em atraso nos Bombeiros de Guimarães.
"Apenas estão por pagar serviços pretados por professores da natação que desde Janeiro de 2000 sempre foram pagos em meados do mês", esclareceu Freitas Branco.
E quanto ao parque automóvel. O Presidente da Direcção diz que está obsoleto, Freitas Branco diz que, se é assim, o Comandante da Corporação "mentiu porque garantiu-nos poucos dias do fim do nosso mandato que apenas havia problemas com os carros de transporte de pessoas para atendimento médico".
Sobre as actas, Henrique Pizarro diz que "não há livro de actas" e das que lhe já foram entregues, "algumas não estão assinadas". Freitas Branco esclarece que a actual Direcção tem cópias das actas e que em tempo oportuno serão "entregues as actas em livro e se houver alguma discrepância entre as cópias e as actas do livro, então haverá razão para os comentários que muito bem entenderem".
Freitas Branco acrescenta que estas e outras questões serão discutidas e esclarecidas "em sede própria", na próxima assembleia geral que vai apreciar e votar as contas da gerência anterior.
Confrontado as considerações de Freitas Branco, o presidente da Direcção limita-se a dizer que "estou disponível para esclarecer qualquer dúvida".

em Sociedade

Marcações: Sociedade

Imprimir