Ricardo Lima não abre o jogo: "A seu tempo, falaremos sobre o meu futuro"



O treinador da equipa sub-23 do Vitória, Ricardo Lima, não abre o jogo quanto ao seu futuro. Depois de concluída a temporada, o jovem técnico vimaranense considera que neste momento não é importante abordar, em público, o projecto que vai assumir na época 2021/2022. Recorde-se que Ricardo Lima foi promovido a treinador principal com a temporada em curso, substituindo o austríaco Dominik Glawogger, que era o seu chefe de equipa. Numa entrevista que está na edição desta semana do DESPORTIVO de Guimarães, Ricardo Lima faz um balanço positivo da época, apesar da falta de resultados desportivos.

Que retrospectiva faz em relação ao que foi o campeonato dos sub-23 do Vitória?: "Temos de falar em dois pontos. Um deles é o lado competitivo e sim, sentimos que poderíamos estar uma, duas posições acima, ou até ter ido à fase de apuramento da Taça Revelação. Mas o mais importante, e esse é o que eu quero referenciar e falar sobre ele, é o lado do crescimento dos jogadores, aquilo que é a projecção dos nossos jogadores. É muito importante perceber qual é o projecto do Vitória. O nosso projecto é desenvolver e projectar jogadores. que é que isso acarreta? Claro que nos traz dores de crescimento, o que é normal. Os miúdos têm as suas dores de crescimento porque falta alguma maturidade e foi um pouco isso que acabou por se reflectir na nossa classificação final. O mais importante que a classificação é aquilo que nós queremos para o clube, o projecto de desenvolvimento destes jogadores".

É possível referenciar um ou dois jogadores que possam estar próximos de dar o salto para a equipa principal?: "Já temos o exemplo do Hélder Sá, que neste momento já está na equipa principal. Falo deste caso porque é um caso que já aconteceu, mas não vou estar a falar de nenhum individualmente. Agora, aquilo que eu posso dizer é que está aqui o futuro do Vitória. Temos aqui muita qualidade, jogadores com muita qualidade individual que vão, a médio e longo prazo, aparecer. Claro que não vão lá chegar todos, isso já sabemos. Mas o importante é que nós acreditamos naquilo que estamos a fazer. Isto é um processo de desenvolvimento e crescimento que demora bastante tempo, mas acreditamos muito no projecto".

Para o ano, podemos contar com Ricardo Lima como treinador principal dos sub-23?: "Isso não é importante neste momento. Neste momento é importante um balanço, a nossa reflexão daquilo que foi a época. O Ricardo é o menos importante, o mais importante é o Vitória. A seu tempo, falaremos sobre o meu futuro".

Marcações: Vitória Sport Clube, Ricardo Lima

Imprimir Email