João Carlos Teixeira sobre eventual redução salarial: "Não vamos ser nós o problema, vamos tentar ser a solução e ajudar"



João Carlos Teixeira garantiu que os jogadores do Vitória estarão disponíveis para ajudar a SAD a manter o equilíbrio financeiro, se a Administração lhes solicitar essa colaboração. Numa altura em que nas principais ligas europeias já se negoceiam cortes substanciais nos vencimentos dos jogadores, o médio mostrou abertura do plantel para discutir esse tema. Numa tele.conferência que teve lugar ao final da manhã, João Carlos Teixeira disse, no entanto, que o tema ainda não foi abordado.

Interrupção da Liga surgiu na sua melhor época: “Nunca é bom parara, ainda para mais desta forma. Estava a ser a minha melhor época, mas nesta coisas há mais importantes do que isso, como é a saúde, minha e da minha família, e do Mundo. Temos de travar esta pandemia para procuramos regressar às nossas vidas normais o mais cedo possível.”

Qual a explicação para estar a viver uma melhor época?: “Acredito que tem a ver com a tática que o 'mister' Ivo Vieira propõem, adapto-me bem. Dá-me liberdade para estar mais perto da área, para fazer mais golos, para estar em zonas com mais espaços, que noutras alturas não tive. Estou a tentar aproveitar da melhor forma e as coisas estavam a correr bem.”

O jogo com o Paços de Ferreira foi marcante: “Sim, porque nunca me tinha acontecido entrar ao intervalo e marcar dois golos. Já tinha feito dois golos num jogo, mas não desta forma. Fiquei muito feliz por ter marcado esses dois golos, porque foram três pontos muito importantes para nós.”

Quando acreditam que possa acontecer esse regresso?: “Não temos qualquer data, porque não é uma decisão nossa. Voltar em Junho ou Julho já seria bom.”

O que terão de fazer as equipas para regressarem num nível aceitável?: “Se tivermos uma paragem de dois ou três meses, como supostamente está previsto, acredito que vamos precisar de tempo para fazer uma mini pré-época. Só assim será possível estar bem fisicamente para fazer os 10 jogos que faltam para terminar o campeonato. Também é uma questão de saber como vamos jogar, se serão dois jogos por semana. A Liga é que terá de fazer essa gestão.”

Entende que era essencial terminar a época para haver alguma justiça desportiva?: “Sim. Era importante por tudo, mesmo para os clubes do ponto de vista financeiro. Era importante acabar, mesmo que seja à porta fechada. Mesmo sem público era importante acabar a época.”

O mundo do futebol será diferente depois desta pandemia?: “Acredito que esta situação vai atingir todos os mercados, não importa a indústria. O futebol não vai ser excepção, vai atingir-nos a todos, não tenhamos dúvidas disso.”

Há clubes que têm negociado reduções salariais. Têm alguma certeza sobre esse tema, já falaram com o Presidente?: “Para já, ainda não fomos informados de nada. Falo por mim e acredito que pelos meus companheiros, vamos tentar ajudar o clube e a instituição. Se isso tiver de acontecer, acredito que não vamos ser nós o problema, vamos tentar ser a solução e ajudar. Neste momento, o que realmente precisamos é de entre-ajuda e harmonia para que as coisas não sejam piores do que aquilo que já vão ser.”

O futuro de Ivo Vieira, que termina contrato no final da época: “Não posso responder a essa questão porque não faço parte da estrutura do clube. Terá sempre de ser alguém da Administração a abordar o assunto. Os jogadores não estão nada preocupados com isso neste momento, porque há coisas mais importantes. Não se pensa nisso neste momento, acho que nem o Ivo pensará nisso neste momento."

Como tem vivido a situação do Liverpool, em Inglaterra, clube que representou vários anos: “Estava a acompanhar a temporada. Vivi lá quatro anos e meio, é um clube que me tratou sempre muito bem. Gostava muito que o Liverpool fosse campeão. Gostava porque joguei lá, mantenho contactos com as pessoas de lá, como o Firmino, por exemplo, e com outros que já não jogam lá. Espero que realmente a Premier League acabe e que o Liverpool seja campeão, pela vantagem que tem. É um clube que merece, tem uma dimensão que só estando lá se tem a noção correcta. Merece ser campeão por tudo o que tem feito nos últimos três anos. A Premier League já lhes foge há 30 anos e merecem ser campeões.”

Marcações: Vitória Sport Clube, João Carlos Teixeira, Liga Portugal

Imprimir Email