Junta de Caldelas diz que abate de árvores resulta de um projecto de 2016

A Junta de Freguesia de Caldelas diz que o projecto de requalificação da vila das Taipas foi apresentado publicamente em 2016 e esteve em discussão pública e entre Abril e Maio de 2017. Em comunicado, a junta recorda que por ocasião da apresentação pública, o então presidente da autarquia, afirmou que “o projeto é muito bom, está muito bem conseguido, é
fantástico, não falta nada”.

Esse foi o tempo de evitar estas alterações que agora estão em curso, e propor outras alterações. Nesse tempo a Junta de Freguesia concordou com a intervenção, acrescenta o comunicado, lembrando que "apenas um Partido político remeteu contributos para a equipa projectista, que foi o Partido Socialista".
Sobre a substituição de árvores em curso, a Junta de Caldelas diz tratar-se de "uma decisão do projecto de 2016. Quando a projetista decidiu transformar o centro cívico, como foi proposto, previu a substituição de árvores em mau estado por árvores novas que serão plantadas, estando previsto a plantação de 150 novas árvores.

Ainda de acordo com a Junta de Caldelas, o abate de árvores tem por objectivo dar visibilidade à ribeira da Canhota, na zona dos Banhos Velhos.
"O tempo que viveremos é o tempo da renovação do espaço público, de mais áreas verdes, de jardins melhor cuidados. Será o tempo de ainda mais árvores. Com a intervenção em curso e a sua conclusão vivemos e viveremos o tempo de mudança de Caldas das Taipas", concluiu o comunicado.

Marcações: Junta de Freguesia de Caldelas, Taipas, abate de árvores

Imprimir Email