Ex-funcionário pediu insolvência da ACIG



Um ex-funcionário da ACIG pediu a insolvência da instituição. O pedido reclama 21 mil euros de salários em atraso e deu entrada no Tribunal de Guimarães no final de Fevereiro.
Em declarações ao Grupo Santiago, o Presidente da ACIG, lamenta uma atitude que classifica de "percalço" numa altura em que na instituição decorre um processo de reabilitação financeira.

Filipe Vilas Boas lamenta um "obstáculo vindo de dentro", realçando que a direcção da ACIG "vai tentar provar que não está insolvente".

O Presidente da ACIG acredita que a instituição vai conseguir superar todas as dificuldades para conseguir reabilitar e centenária instituição que representa os industriais e comerciantes de Guimarães.

A notícia desenvolvida na edição desta semana d'O Comércio de Guimarães.

Marcações: ACIG, insolvência

Imprimir Email