Andebol: Xico Andebol pretende encontrar datas para continuar a competir



O presidente do Xico Andebol, Diogo Leite Ribeiro, entende que as medidas restritivas impostas pelo Governo para os próximos 15 dias têm um impacto exagerado no desporto. A Federação de Andebol de Portugal, à semelhança das de Basquetebol, Futebol, Patinagem e Voleibol, determinou que as competições masculinas e femininas, com excepção para os principais escalões, não podem realizar-se nos fins-de-semanas prolongados que se avizinham. Uma medida “prejudicial “para o Xico Andebol, argumenta Diogo Leite Ribeiro, que “estranha a oportunidade das mesmas e a sua dimensão”. “Temos tido todas as preocupações, concretamente nas equipas que estão em competição. Temos um planeamento gizado pelo corpo técnico e somos surpreendidos por estas decisões, que nos causam perplexidade. Em nada se justifica isto. Se o Estado a Federação autorizam jogos durante a semana, qual é o sentido de nãos se poder realizar jogos ao sábado e domingo. São poucas pessoas que acompanham os jogos, apenas as autorizadas, pelo que não percebemos as limitações que se querem impor ao desporto que não milita na 1.ª divisão”, disse, em entrevista à Rádio Santiago.

De forma a evitar uma paragem prolongada, o Xico Andebol está a negociar a antecipação dos jogos agendados para os próximos fins-de-semana. “O que estamos a fazer, de forma imediata, é contactar os clubes que têm jogos aprazados connosco para este período para encontrar datas alternativas em que possamos competir. Se houver disponibilidade dos clubes, e estou em crer que existirá, poderemos realizar jogos à semana. Não podemos esquecer que o que adiarmos nesta fase levará a uma sobrecarga a seguir. Queremos manter a actividade de todas as equipas e a informação que temos é que a Federação colocou a responsabilidade nos clubes. Se houver datas que não colidam com o Estado de Emergência, os jogos serão realizados. Estou em crer que haverá colaboração de todos os clubes para encontrarmos datas para competir. Os atletas querem jogar, porque não gostam de treinar por treinar”.

Marcações: Xico Andebol, andebol, Federação de Andebol de Portugal

Imprimir Email