MP acusa homem de Fafe do crime de desobediência por se deslocar Hospital de Guimarães violando confinamento

O Ministério Público do Tribunal de Guimarães acusou um homem de Fafe da prática de um crime de desobediência.

O arguido está acusado de se ter ausentado de casa para se deslocar ao Hospital de Guimarães com o objectivo de se inteirar da saúde de um familiar, numa altura em que apresentava sintomas compatíveis com a Covid-19.

O referido indivíduo estava em situação de vigilância activa e informado pela autoridade de saúde, por telefone e por e-mail, de que estava obrigado a confinamento obrigatório na sua residência. Ainda assim, no dia 16 de Maio do ano passado, violou essa determinação estando agora acusado do crime de desobediência.

Marcações: hospital, Ministério Público, confinamento

Imprimir Email