ACTG vai reunir com sócios para debater condicionamento de trânsito na Cidade

A Associação do Comércio Tradicional de Guimarães vai reunir com os seus associados para discutir a intenção da Câmara Municipal de condicionar a título experimental o trânsito automóvel no centro da Cidade ao fim-de-semana já a partir de Março.
Em declarações ao Grupo Santiago, a presidente da Associação, Cristina Faria, diz não concordar com esta medida por "falta de planeamento prévio" e que salvaguarde o interesse do comércio tradicional.
Cristina Faria fala de uma medida que terá impacto no comércio, sublinhando que "sem carro as pessoas não se deslocam ao centro da Cidade". Aquela responsável diz ter abordado o assunto com o Presidente da Câmara mas nunca no pressuposto de que seria em todos os fins de semana, sendo que o condicionamento teria de ser complementado com "actividades de impacto que atraíssem as pessoas ao centro da Cidade".
A Presidente da Associação do Comércio Tradicional de Guimarães concorda com o encerramento de ruas ao trânsito mas Guimarães há especificidades que a distinguem, nomeadamente "um shopping na Cidade" que exigem medidas para que o comércio tradicional não seja prejudicado.

Marcações: trânsito, ACT

Imprimir Email