Dupla Pedro Meireles/Mário Castro não teve o melhor início de temporada



A dupla Pedro Meireles/Mário Castro não teve o melhor início de temporada. Num Rali Terras d’Aboboreira que contou com diversas neutralizações no segundo dia de prova, e depois de um primeiro dia onde a escolha de pneus não foi a mais acertada, o resultado final acabou por ficar longe dos objetivos e das capacidades da dupla, neste início de época.

No final do evento, e após o sétimo lugar entre os inscritos no Campeonato de Portugal de Ralis, o vimaranense mostrava-se resignado e com o foco apontado já aos próximos ralis da temporada. “A prova não nos correu nada bem. Para além de no primeiro dia termos tido uma escolha de pneus inadequada e problemas de travões, o ritmo que conseguimos impor foi inferior ao que estamos habituados e consequentemente aquém dos nossos adversários. Fizemos alterações no carro para o segundo dia mas infelizmente só conseguimos fazer duas das cinco classificativas, devido a neutralizações decorrentes de acidentes dos nossos adversários, o que foi penalizante no nosso objetivo de tirar ilações e também para a nossa evolução”, explicou o piloto de Guimarães antes de destacar: “Terminamos o rali com a consciência que temos que fazer bem melhor no futuro para voltar aos lugares que queremos. De realçar a excelente luta pela vitória entre os inscritos no CPR, a quem quero deixar uma mensagem de parabéns aos intervenientes, em especial, ao vencedor, Ricardo Teodósio. O nosso foco esta agora no Rali de Portugal que se realiza dentro de três semanas.”

Marcações: rally, Pedro Meireles

Imprimir Email